G-HP0SFRV0F4
 

9 alimentos para você consumir durante o trabalho de parto

Atualizado: 28 de jul.

Você sabia que o trabalho de parto é considerado um exercício de moderada/alta intensidade?



Pois é. Não é à toa que ele recebe esse nome, bem apropriado. É um belo trabalho mesmo. E justamente por requerer muita força e resistência por parte das mamães, é fundamental que, durante este período, elas se alimentem de forma adequada, com itens que forneçam a energia necessária ao longo de todo o processo e que também as faça sentir mais confortáveis.


Inclusive, restringir a ingestão de alimentos durante o trabalho de parto pode estender desnecessariamente a sua duração e ainda causar exaustão, estresse, náuseas, vômitos e dores de cabeça.


Vale ressaltar que, por muito tempo, não foi aconselhado que a mulher se alimentasse durante o trabalho de parto, devido ao risco de broncoaspiração em casos de analgesia, uma vez que ela retarda o esvaziamento gástrico.


Porém, hoje já se sabe que o próprio trabalho de parto em si também promove essa “demora”, assim como o jejum. Logo, essa orientação já não faz mais sentido.


Mas se engana quem pensa que o melhor amigo da mulher nesta hora segue sendo apenas o bom e velho cubo de gelo. Embora eles até possam ser uma opção, hoje já se recomenda o consumo de uma série de outros produtos que podem contribuir bastante com o bem estar da gestante como, por exemplo, alimentos que fornecem energia rápida, glicose e que são de rápida absorção. Ou seja: carboidratos.


São boas alternativas:


  • Suco de laranja natural

  • Suco de uva integral

  • Frutas secas sem açúcar adicional (tâmara, uva passa, damasco, ameixa)

  • Sopas sem proteínas (como as carnes)

  • Açaí

  • Água de coco natural (para ajudar a repor os fluidos perdidos)

  • Frutas frescas, como banana, melancia, laranja, uva, etc

  • Picolés de fruta natural (pois o gelado ajuda no alívio das dores)

  • Rapadura (1 colher de café do tablete)


Lembre-se que o processo pode ser longo, levar muitas horas e te deixar bem cansada. Portanto, acredite, uma dose de energia extra é, sim, bem-vinda.

Porém, é importante sempre, em qualquer ocasião, respeitar o seu corpo e as suas vontades/necessidades, confiar nele e entender que, naquele momento, ele está trabalhando intensamente. E quanto mais intenso for o trabalho de parto, menor poderá ser a sua vontade de comer.


Aliás, fica aqui uma curiosidade: existem estudos que dizem que comer durante o trabalho de parto pode ajudar a reduzir sua duração. As estimativas falam em 16 minutos a menos, aproximadamente. E convenhamos, pode até parecer pouco, mas as mamães que já passaram pela experiência uma vez com certeza vão concordar comigo: quando você está ali, sentindo todas aquelas contrações, qualquer minuto a menos faz diferença, não faz?


E você, se alimentou durante o seu trabalho de parto? Ou ainda não passou por esse momento e está cheia de dúvidas sobre o que fazer? Entre em contato conosco. Nossa agenda segue aberta para as consultas e vai ser um prazer te orientar e te acompanhar nessa jornada linda e transformadora.


1 comentário

Posts recentes

Ver tudo