G-HP0SFRV0F4
 

É seguro tomar chás durante a gravidez?

Atualizado: 21 de mar.

O chá é uma das bebidas mais populares em todo o mundo e, muitas vezes, é visto como remédio natural e seguro para resolver um desconforto temporário ou um problema de saúde. Mas será que ele é sempre seguro mesmo? Grávidas podem consumir livremente?


Na realidade, não. Inclusive, recomenda-se que as mulheres evitem completamente chás durante a gravidez.

Os chás preto, verde, branco, mate e o matchá, por exemplo, não tem segurança no consumo e são ricos em cafeína – um estimulante natural que deve ser limitado durante a gravidez.


Pesquisas sugerem que bebês expostos a muita cafeína podem ter um risco maior de nascer prematuros ou com baixo peso. Além disso, a alta ingestão de cafeína pelas gestantes também pode aumentar o risco de aborto espontâneo, entre outras coisas.


A lista de restrições ainda engloba alguns chás de ervas que, embora não possuam cafeína, contêm outros compostos considerados inseguros durante a gravidez e que podem resultar em efeitos colaterais arriscados.


O chá de camomila, um dos mais populares aqui no Brasil, quando ingerido em grandes quantidades pode diminuir o líquido amniótico, por exemplo, da mesma forma que o chá de canela pode ser abortivo.


Já o chá de hibisco pode causar alterações nos níveis hormonais, o que não é seguro – especialmente no primeiro trimestre da gravidez. Além disso, estudos mostram que o consumo da planta é capaz de estimular o fluxo sanguíneo para o útero, o que pode levar a quadros de sangramento, cólicas ou até mesmo a um parto prematuro!


Mas, Rebeca, então eu devo parar de tomar chás completamente?


Bom, se você ama a bebida e não quer abrir mão dela - principalmente se sua gravidez está ocorrendo no período do inverno, quando os chás são ainda mais convidativos - a minha orientação é para que você prefira bebidas extraídas de frutas ou do gengibre.


Estudos mostram, inclusive, que o chá de gengibre pode ser muito eficaz na redução das náuseas e dos vômitos, problemas bem comuns na fase inicial da gestação.


Lembrando sempre que, em caso de dúvidas, converse com seu médico ou busque orientação junto à sua nutricionista materno-infantil para que você possa receber todas as informações necessárias sobre o que é seguro e o que não é seguro durante a gravidez.


No caso dos chás, essa conversa é importante para que possamos desmistificar a ideia de que eles são sempre uma alternativa natural aos remédios e, portanto, podem ser consumidos indiscriminadamente.


Embora ainda exista uma quantidade limitada de pesquisas sobre a segurança dos chás de ervas, a falta de evidências de efeitos colaterais negativos não deve ser vista como prova de que eles podem ser ingeridos durante a gravidez. Ao contrário. Até que se saiba mais, pode ser melhor que as mulheres grávidas permaneçam cautelosas e evitem beber chás que ainda não tenham demonstrado ser verdadeiramente seguros para o bebê.


E aí, você sabia dessa informação? Então nos ajude a passar este conteúdo para frente e compartilhe com outras mamães. Afinal, conhecimento é tudo! E se ficou alguma dúvida sobre o tema, você também pode deixar um comentário aqui embaixo, que eu volto para te responder.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo