G-HP0SFRV0F4
 

Conheça a consistência e os cortes ideais de cada alimento para o BLW

Atualizado: 28 de jul.

Quando o seu bebê começa a se aproximar da fase de introdução alimentar, é normal que os pais passem a pesquisar bastante sobre o assunto, para decidirem a melhor forma de fazer isso funcionar dentro da sua rotina familiar.



E no meio de toda essa pesquisa, você com certeza ouviu falar sobre o método BLW(ou Desmame Guiado pelo Bebê, em português). Nós inclusive já falamos sobre isso aqui no blog.


Essa é uma abordagem que estimula totalmente a autonomia da criança e deixa para ela a responsabilidade de levar a comida para a própria boca, tornando os pais meros espectadores do processo.


É natural, portanto, que toda essa liberdade gere preocupações: como essa comida deve ser ofertada? Quais são os alimentos mais indicados?


Bom, o ideal é que eles tenham tamanho e formato que facilite na hora do bebê segurá-los. Pensando nisso, vamos conhecer alguns cortes?


Legumes

Os legumes devem ser cozidos e macios. Com o auxílio do garfo, conseguimos verificar se já estão mais amolecidos. Mas atenção: se estiverem muito cozidos, irão despedaçar na mão do bebê, portanto, fique atento a isso.


Alimentos como batata, chuchu, cenoura, beterraba, abobrinha podem ser cortados na forma de palito, ou seja, sempre na forma do comprimento, do tamanho de um dedo indicador de um adulto e na largura de meio dedo.


O bebê precisa conseguir segurar com o punho fechado e ainda sobrar o alimento para fora da mãozinha.


Já o brócolis e a couve-flor podem ser oferecidos direto, dando um raminho na mão do bebê.


Frutas

As frutas serão oferecidas in natura, exceto a maçã que pode ser cozida ao vapor ou no microondas por 30 segundos.


Com relação aos cortes, eles seguem o mesmo princípio dos legumes: sempre cortadas no sentido do comprimento, em fatias e também devem ter meio dedo de largura e 1 dedo de comprimento. Ex: kiwi, abacaxi, pêra, nectarina, pêssego, goiaba.


O abacaxi também pode ser dado em fatias, sem o miolo. Já o morango deve ser cortado na metade, se for um morango de tamanho médio, ou até em quatro partes, se for muito grande.


Para a melancia, o corte ideal é em formato triangular; e a manga pode ser oferecida com um pouco de fruta próximo ao caroço, ou cortando a casca com um pouco da fruta e fazendo cortes verticais e horizontais na polpa, formando cubos. Depois é só virar a casca. Dessa forma, a fruta não fica tão escorregadia.


Aliás, outra fruta que pode ser oferecida com um pedaço da casca para a criança segurar com mais facilidade é a banana.


Atenção: a uva é um alimento com alto risco de engasgo, assim como o tomate cereja, portanto, devem ser cortados no sentido do comprimento em 4 partes.


Proteínas

Quando oferecer ovo cozido, por exemplo, corte-o em 4 partes também no sentido do comprimento. Se for omelete, cortar em tiras. As carnes também podem ser oferecidas em tiras e devem estar bem cozidas. Outra opção é no formato de kibe, almôndegas ou hambúrguer.


Lembrando que não há necessidade de adicionar sal, açúcar ou adoçantes artificiais aos alimentos do seu bebê, uma vez que eles não adicionam nenhum valor nutricional. Além do mais, eles mascaram os sabores reais dos alimentos.


Outro detalhe importante é que o uso consistente de sal ou açúcar fará com que as crianças prefiram alimentos salgados ou açucarados a longo prazo. Portanto, para temperar as refeições, abuse das ervas naturais e das especiarias. Nós também já falamos sobre isso por aqui.


Atenção: fuja de salgadinhos, biscoitos e outros alimentos pré-embalados e preparados, pois eles são totalmente desprovidos de nutrientes e cheios de aditivos prejudiciais à saúde.


No mais, tente ao máximo oferecer uma grande variedade de alimentos diariamente, para garantir que o bebê receba todos os nutrientes de que precisa e aproveite esta fase inicial, pois ela passa muito rápido.


Não se esqueça, também, de deixar sua dúvida nos comentários para que eu possa te ajudar e aproveite que a nossa agenda está aberta para marcar sua consulta.


0 comentário